Acionamentos e controles de motores elétricos

Produtos relacionados à

[+]
  • Soft starter abril/2014
    Soft starter
    atua na faixa de 15 a 75 A

    Funciona com controle microprocessado DSP, que permite limitar a corrente de partida de motores trifásicos assíncronos de indução. O modelo Soft-Starter SSP utiliza tiristores para controlar correntes na faixa de 15 a 75 A, durante a partida do motor, acionando, em seguida, um contator de bypass. Possui acumulador de horas de operação, que possibilita monitorar o período de manutenção da máquina. Admite, também, controlar o número de partidas/hora e evitar sobreaquecimento e danos ao motor. Monitora, ainda, sequência e falta de fase, assim como desequilíbrio de corrente e sobrecarga, protegendo e desligando o motor nesses casos.

  • Acionamento de motor janeiro/2014
    Acionamento de motor
    traz interface para encoder

    Também denominado IDEA Drive, o PCM4806E viabiliza controle de acionamento com opção de retroação. Isento de materiais poluentes, permite descarte livre de contaminações, por ocasião da obsolescência. Otimizado para regular estágios de potência de corrente baixa, controla com precisão atuadores de potência reduzida. A interface de realimentação admite encoders com terminação singela, de dois canais em quadratura, e um sinal de referência, possibilitando detectar sentido de rotação. Uma resolução de encoder de 1.000 pontos pode ser interpretada pelo firmware como 2.000 pulsos, passíveis de uso em correção de posição física.

  • Soft starter dezembro/2013
    Soft starter
    assegura partida suave

    Projetado para alimentação trifásica, o HPS2DB controla rotação de motores de indução, chegando a sustentar partidas com potências até quatro vezes a nominal, durante períodos até 30 s. Inclui redutor de corrente, que pode restringir inclusive o torque durante o ciclo de partida. Equipado com porta RS-485 associada a protocolo Modbus, possibilita controle do motor a distância, referente às partidas e às paradas, ajustes e comandos, entre outros. A rede pode interligar até 32 módulos, permitindo o controle a partir de plataforma PC única. Disponível em versões até 230, 380, 500 ou 690 Vef, admite alternância em 50 ou 60 Hz.

  • Acionamento versátil agosto/2013
    Acionamento versátil
    traz vedação IP 65/NEMA 4X

    Compatível com potências nominais entre 93 W e 3,7 kW, a série CSP aceita entradas de 115, 230 ou 460 Vef, alternadas em 50 ou 60 Hz, admitindo programação para gerar tensão mono ou trifásica, esta última em valores eficazes de 230 ou 460 V. Projetada para assistência na partida, assegura até 200% de torque durante essa fase inicial. Opera ao relento, viabilizando diversas aplicações de controle, desde portões e ventiladores, até máquinas-ferramenta e usinagem CNC.

  • Soft starter de média tensão novembro/2012
    Soft starter de média tensão
    apresenta novo leiaute

    Desenvolvido para partida suave de motores de média tensão, com faixas disponíveis de 2.100 a 7.200 V e correntes de 100 a 800 A, o soft starter da linha Strata apresenta novo leiaute, oferecendo opções de módulo de potência fixo ou extraível. Possui painel metálico classe 7.2 kV contendo chave seccionadora com fusíveis na entrada, módulo conversor extraível ou não que inclui contator a vácuo na entrada, contator a vácuo de bypass, conversor de potência tiristorizado de média tensão, fusíveis e TP de medição de tensão do motor. O painel atende normas de resistência a arco.

          Top Five

          Conheça os 5 fornecedores preferidos pelo mercado industrial nesta categoria, segundo indicação feita pelos próprios especificadores e compradores industriais.

          ...aguarde...