NEI Meetings
Fernando Garcia Capuzzo
Fernando Garcia Capuzzo

Engenheiro de aplicações

"Sistemas de segurança precisam ser integrados."

As múltiplas funções de segurança na empresa moderna

'A prevenção de acidentes não deveria ser considerada uma questão de legislação, ao contrário, deveria ser baseada em nosso senso econômico e sentimento de responsabilidade com o próximo.' Werner von Siemens, Berlim, 1880

Cento e trinta anos depois, a frase é lembrada por Fernando Garcia Capuzzo, engenheiro de aplicações da área de automação de segurança da própria Siemens, durante sua apresentação sobre segurança integrada à automação.

O tema segurança cresce de importância à medida que a indústria percebe o seu valor para a saúde do seu negócio e a credibilidade de sua marca. É necessário garantir a integridade física dos operadores de máquinas e equipamentos, manter o correto funcionamento desses ativos, impedindo quebras, panes e acidentes, proteger o meio ambiente e, ainda, garantir a correta geração, transmissão e armazenamento de informações provenientes dos sistemas automatizados.

Segundo Capuzzo, o desenvolvimento sustentável considera o bem-estar social, o meio ambiente e a viabilidade econômica um trinômio indissociável. 'Se uma companhia se envolver em algum evento que derrube um desses pilares, a sua credibilidade no mercado é afetada. Perde-se a lealdade dos stakeholders, share of mind e, em muitos casos, o valor das ações da empresa nas bolsas de valores sofre duras quedas. Além disso, uma máquina parada também afeta a viabilidade econômica. A segurança precisa ser considerada com prioridade', alertou Capuzzo.

Durante a apresentação, o engenheiro falou sobre os sistemas de controle e sistemas de segurança integrados, destacando, como vantagens, o uso da mesma plataforma de engenharia; hardware compartilhado; diagnósticos mais detalhados e precisos; aumento de disponibilidade devido ao menor tempo de parada; e manutenção simplificada (Safety Integrated). Capuzzo levantou ainda questões relacionadas a redes de automação aplicadas a soluções de segurança - Profisafe e Asisafe, mostrando o benefício da interligação em rede também para dispositivos de segurança, como controladores, sensores e atuadores.

Os sistemas de controle de segurança de pequeno porte, aplicados a máquinas antigas (sem substituição ao hardware atual), também foram citados na palestra, permitindo sua adequação às novas normas, como a NR12.

Recomendações técnicas e leis

As normas e as legislações também ajudaram a elevar a importância da segurança no chão de fábrica, inserindo a questão na pauta de investimentos da indústria. Algumas das principais normas e legislações adotadas no setor industrial destacadas por Capuzzo são:

Indústria de processos: segurança de ativos

  • IEC 61508 (SIL 1,2,3) - EN/IEC 62061

Função de segurança em sistemas de controle eletroeletrônicos programáveis.


Indústria de manufatura: segurança de pessoas

  • EN 954 ISO 13849 (categorias 1~4)

Segurança de máquinas - partes do sistema de controle associadas à segurança. Aplicada a sistemas elétricos, hidráulicos e pneumáticos.

  • ISO 13849:2006 (PI): unificação dos conceitos.

LEGISLAÇÃO

Europa: diretivas europeias

  • Baixa Voltagem
  • Interferência Eletromagnética - EMC
  • Segurança das Máquinas

Brasil: normas regulamentadoras - Ministério do Trabalho e Emprego - MTE

  • NR10 - visa garantir a segurança e a saúde das pessoas que trabalham direta ou indiretamente em instalações elétricas.
  • NR12 - visa garantir a saúde e a integridade física das pessoas que trabalham com máquinas e equipamentos de todos os tipos.

Veja entrevista com o palestrante





    ...aguarde...