NEI
Elétrica Danúbio Indústria e Comércio de Materiais Elétricos Ltda (Guarulhos, São Paulo)

Cabo solar usa-se para instalação de arranjos fotovoltaicos

Descrição do produto

Produto disponibilizado ao mercado simultaneamente à publicação da Norma ABNT NBR 16612:2017 para cabos solares, o novo cabo AtoxSil Solar 1,8 kV C.C da SIL é não halogenado e produzido com cobre estanhado e cobertura resistente aos raios UV. Indicado para instalação de arranjos fotovoltaicos em sistemas de geração de energia, produzida a partir de placas fotovoltaicas por meio da incidência de raios solares, o novo cabo solar é comercializado em rolos de 100 m e bobinas. O cabo AtoxSil Solar 1,8 C.C atende a todas as necessidades, independentemente do método de instalação e localização de arranjos fotovoltaicos, e foi fabricado segundo a Norma NBR 16612, criada e recém-publicada, que determina que esses produtos sejam de cobre estanhado, têmpera mole, flexível classe 5 e contenham a seguinte inscrição “USO EM SISTEMA FOTOVOLTAICO”. Segundo a norma, a isolação e a cobertura do cabo solar são de compostos termofixos e não halogenados. Assim, caso haja sua queima, haverá baixa emissão de fumaça e gases tóxicos, não afetando o meio ambiente e não colocando pessoas e animais em risco. A grande diferença entre um cabo convencional e um solar está nos compostos de isolação e cobertura, que garantem que o produto possa operar em temperatura ambiente de -15 a 90ºC, além de suportar a incidência constante dos raios UV. Sobre as capacidades de condução de corrente para sistemas fotovoltaicos, a NBR 16612 traz em seu anexo C um informativo com diversas tabelas para cabo instalado ao ar livre, cabo diretamente enterrado, cabo em eletroduto diretamente enterrado e cabos em eletroduto não metálico em parede.


Envie sua cotação para a empresa

Seus dados serão enviados às empresas para que elas retornem sua cotação.

Seus dados serão enviados às empresas para que elas retornem sua cotação.